Relatório de Execução das Atividades - Março 2019

De 01/03/2019 a 31/03/2019
Projeto: Associação Missionários da Santíssima Trindade - (CEDIN, Prof. Paulo César dos Santos Mortari) - TC n.º 74/2018
Sumário Gerencial
1| Metas Propostas

Neste mês foram realizados os seguintes projetos:

  • Na Onda da Integridade
  • Criança saudável, boca feliz
  • Era uma vez
  • As Sementeiras
  • Cantos que Encantam
  • Tra la lá
  • Parque Sonoro
  • "Incluir" é muito bom
  • Escola e família, uma boa parceria 
  • Formar para transformar
2| Resultados Alcançados

Na Onda da Integridade:

  •  Reuniões de formação em serviço TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário) semanais e quinzenais e em pequenos grupos de sala de aula para a promoção de estudos e encaminhamentos que atendam às necessidades do grupo, todos os projetos e programas da escola estão sendo encaminhamentos para o fazer educativo.
  •  Estreitamento de laços afetivos com as famílias e colaboradores;
  •  Registros escritos e fotográficos do desenvolvimento das atividades propostas, no decorrer dos trabalhos divulgados em murais e documento "Marcas", (documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)
  •  Elaboração e aplicação de avaliação dos eventos junto à comunidade escolar, no caso, acolhida e adaptação.

 Criança saudável, boca feliz:

  •  Planejamento do trabalho realizado na Unidade Escolar.
  •  Atendimento aos alunos
  •  Encaminhamento ao posto de saúde
  •  Registros fotográficos e por escrito para o documento "Marcas" (documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)

Era uma vez

  •  Organização do espaço com materiais adequados à proposta.
  •  Cronograma para atendimento a todos os níveis.
  •  Atendimento aos alunos das salas de inf. II ao Pré II

As Sementeiras:

  • Reuniões e levantamento das ações para o ano em curso.
  •  Investimento na documentação para o  "Marcas" (documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)

Cantos que Encantam:

  • Os cantos em sala de aula para atender as necessidades educativas das crianças.
  •  Oferta de materiais variados de acordo com os planejamentos
  • Planejamento para que as propostas sejam de fato significativas e relevantes à aprendizagem dos alunos

Tra la lá

  • Cronograma de atendimento aos alunos
  • Planejamento de propostas significativas de musicalização infantil
  • Registros das ações empreendidas com as crianças
  • Avaliação para futuros ajustes caso seja necessário

Parque Sonoro:

  • Recolocação dos palets, móbiles, objetos sonoros pela escola nas áreas externas da creche - (ala dos berçários, infantis e prés)

"Incluir" é muito bom:

  •  Atendimento aos alunos com acompanhamento das Orientadoras
  •  Levantamento da demanda 2019 com observação e registros
  •  Contato e entrevistas com os pais dos alunos
  •  Propostas diferenciadas para alunos com deficiências (cegueira)
  •  Propostas de inclusão para os alunos que estão se adaptando à rotina escolar.
  •  Registros que revelam o trabalho realizado e os avanços obtidos.

Escola e família, uma boa parceria:

  •  Reuniões pontuais para a definição de ações que elenquem as prioridades para este ano com relação aos alunos e suas famílias

Formar para transformar:

  •  Participação efetiva das professoras em TFC (Trabalho de Formação Continuada) específico no CEFE
  •  Participação das educadoras nos TFCs (Trabalho de Formação Continuada) semanais
  •  Participação dos agentes operacionais nas reuniões de formação com foco no papel do colaborador/educador
  •  Participação
  •  Realização de registros para que haja a reflexão da prática e fique no documento "Marcas", (documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)  o percurso de formação em serviço
  •  Avaliação das propostas realizadas
3| Impacto das Ações nos Indicadores do Projeto
Atividades Desenvolvidas
1 | Na onda da Integridade
Completude: 50,00 %
Meta: Promover a responsabilidade ambiental, a atenção com a saúde, a integridade pessoal e a compaixão humana, de maneira a fortalecer medidas para prevenir e promover, facilitar e apoiar no desenvolvimento de uma nova cultura de integridade baseada nos princípios da cultura da paz envolvendo toda comunidade escolar.
Etapa: Envolver todos os funcionários em ações durante os momentos de formação, para que possam compreender os fundamentos que se sustentam a cultura da paz e realizarem seus projetos no decorrer do ano, nas propostas realizadas nos eixos estruturantes de trabalho.
Descrição:
  • Reunião com os funcionários dos segmentos diferentes para a formação continuada em serviço.
  •  Atendimento aos pais e funcionários no decorrer do dia, com os devidos registros, para que a escuta seja estabelecida, bem como os encaminhamentos de dados, sejam satisfatórios.
  • Realizar reuniões de pais para que o bom relacionamento seja garantido pelo diálogo aberto e apresentação das propostas do ano letivo – lançamento dos projetos – amigos da escola, doar é um ato de amor, contribuição voluntária, bom livro.
  • Realizar parceria com os pais para que o projeto AS SEMENTEIRAS seja contínuo em nossa creche, e a ECOLIFE seja ponto crucial para a conscientização das crianças na coleta de óleo usado.
  • Lançar em reunião de pais, os projetos AMIGOS DA ESCOLA, CONTRIBUIÇÃO VOLUNTÁRIA, BOM LIVRO, BOCA SAUDÁVEL, para incentivar a construção de mais laços afetivos e bons hábitos com os filhos, com a família e escola.
  • Planejar e avaliar os programas de ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO com toda a comunidade escolar em impresso próprio e pelo link cedido pela SEC.
  • Arrecadar roupas, sapatos e utilidades domésticas para o Brechó do Paulo com a campanha, ‘doar é um ato de amor!'.
Pontos de Atenção:

• Planejar as formações em serviço com todos os funcionários, neste mês, abordando a organização do tempo e do espaço em favor dos alunos, enfatizando as ações educativas pautadas na cultura da paz.
• Priorizar a devolutiva aos atendimentos realizados com os pais e funcionários para deixar claro, os encaminhamentos realizados.
• Promover ações que estreitem os laços entre as famílias e a escola no envolvimento com projetos pedagógicos, enfatizando a importância de as crianças vivenciarem situações reais e significativas NOS PROJETOS: AS SEMENTEIRAS, ECOLIFE, DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA (BRECHÓ DO PAULO)
• Investir nos projetos lançados em reuniões de pais, para que haja mais proximidades entre a família e a escola; na ajuda com recursos materiais, na confecção em casa, com os filhos, de brinquedos não estruturados, doação de livros em bom estado, na busca constante de parcerias.

Encaminhamentos:


• Manter cronograma de formação continuada com todos os funcionários e buscar a ampliação dos temas abordados em reuniões, garantindo um espaço para que eles falem de seu dia a dia na escola.
• Atuar junto aos pais e funcionários com rapidez e eficiência nos encaminhamentos favoráveis a boa convivência dos alunos na escola.
• Entrar em contato com pais para a reestruturação da horta, para a doação de roupas, sapatos e utilidades domésticas.
• Lançar o projeto Amigo da Escola, Bom Livro, Contribuição Voluntária, Brechó do Paulo para o enriquecimento de propostas educativas desenvolvidas na escola.

 

 

2 | Na onda da Integridade
Completude: 50,00 %
Meta: Promover a responsabilidade ambiental, a atenção com a saúde, a integridade pessoal e a compaixão humana, de maneira a fortalecer medidas para prevenir e promover, facilitar e apoiar no desenvolvimento de uma nova cultura de integridade baseada nos princípios da cultura da paz envolvendo toda comunidade escolar.
Etapa: Promoção de palestras sobre temas importantes na criação e educação das crianças com pedagogos, psicólogos, médicos, dentistas, enfermeiros, psicopedagogos, entre outros.
Descrição:
  • Reunião com os funcionários dos segmentos diferentes para a formação continuada em serviço.
  • Atendimento aos pais e funcionários no decorrer do dia, com os devidos registros, para que a escuta seja estabelecida, bem como os encaminhamentos de dados, sejam satisfatórios.
  • Realizar reuniões de pais para que o bom relacionamento seja garantido pelo diálogo aberto e apresentação das propostas do ano letivo – lançamento dos projetos – amigos da escola, doar é um ato de amor, contribuição voluntária, bom livro.
  • Realizar parceria com os pais para que o projeto AS SEMENTEIRAS seja contínuo em nossa creche, e a ECOLIFE seja ponto crucial para a conscientização das crianças na coleta de óleo usado.
  • Lançar em reunião de pais, os projetos AMIGOS DA ESCOLA, CONTRIBUIÇÃO VOLUNTÁRIA, BOM LIVRO, BOCA SAUDÁVEL, para incentivar a construção de mais laços afetivos e bons hábitos com os filhos, com a família e escola.
  • Planejar e avaliar os programas de ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO com toda a comunidade escolar em impresso próprio e pelo link cedido pela SEC.
  • Arrecadar roupas, sapatos e utilidades domésticas para o Brechó do Paulo com a campanha, ‘doar é um ato de amor!'.
Pontos de Atenção:
  • • Planejar as formações em serviço com todos os funcionários, neste mês, abordando a organização do tempo e do espaço em favor dos alunos, enfatizando as ações educativas pautadas na cultura da paz.
  • Priorizar a devolutiva aos atendimentos realizados com os pais e funcionários para deixar claro, os encaminhamentos realizados.
  • Promover ações que estreitem os laços entre as famílias e a escola no envolvimento com projetos pedagógicos, enfatizando a importância de as crianças vivenciarem situações reais e significativas NOS PROJETOS: AS SEMENTEIRAS, ECOLIFE, DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA (BRECHÓ DO PAULO)
  • Investir nos projetos lançados em reuniões de pais, para que haja mais proximidades entre a família e a escola; na ajuda com recursos materiais, na confecção em casa, com os filhos, de brinquedos não estruturados, doação de livros em bom estado, na busca constante de parcerias.
Encaminhamentos:
  • Manter cronograma de formação continuada com todos os funcionários e buscar a ampliação dos temas abordados em reuniões, garantindo um espaço para que eles falem de seu dia a dia na escola.
  • Atuar junto aos pais e funcionários com rapidez e eficiência nos encaminhamentos favoráveis a boa convivência dos alunos na escola.
  • Entrar em contato com pais para a reestruturação da horta, para a doação de roupas, sapatos e utilidades domésticas;
  • Lançar o projeto Amigo da Escola, Bom Livro, Contribuição Voluntária, Brechó do Paulo para o enriquecimento de propostas educativas desenvolvidas na escola.
3 | Na onda da Integridade
Completude: 50,00 %
Meta: Promover a responsabilidade ambiental, a atenção com a saúde, a integridade pessoal e a compaixão humana, de maneira a fortalecer medidas para prevenir e promover, facilitar e apoiar no desenvolvimento de uma nova cultura de integridade baseada nos princípios da cultura da paz envolvendo toda comunidade escolar.
Etapa: Reunião de pais com o compromisso de realizar ações de estreitamento dos laços afetivos entre a família e a escola, enfatizando os fundamentos da cultura da paz.
Descrição:
  • • Reunião com os funcionários dos segmentos diferentes para a formação continuada em serviço;
  •  Atendimento aos pais e funcionários no decorrer do dia, com os devidos registros, para que a escuta seja estabelecida, bem como os encaminhamentos de dados, sejam satisfatórios.
  • Realizar reuniões de pais para que o bom relacionamento seja garantido pelo diálogo aberto e apresentação das propostas do ano letivo – lançamento dos projetos – amigos da escola, doar é um ato de amor, contribuição voluntária, bom livro.
  • Realizar parceria com os pais para que o projeto AS SEMENTEIRAS seja contínuo em nossa creche, e a ECOLIFE seja ponto crucial para a conscientização das crianças na coleta de óleo usado.
  • Lançar em reunião de pais, os projetos AMIGOS DA ESCOLA, CONTRIBUIÇÃO VOLUNTÁRIA, BOM LIVRO, BOCA SAUDÁVEL, para incentivar a construção de mais laços afetivos e bons hábitos com os filhos, com a família e escola.
  • Planejar e avaliar os programas de ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO com toda a comunidade escolar em impresso próprio e pelo link cedido pela SEC.
  • Arrecadar roupas, sapatos e utilidades domésticas para o Brechó do Paulo com a campanha, ‘doar é um ato de amor! ’.
Pontos de Atenção:
  • Planejar as formações em serviço com todos os funcionários, neste mês, abordando a organização do tempo e do espaço em favor dos alunos, enfatizando as ações educativas pautadas na cultura da paz.
  • Priorizar a devolutiva aos atendimentos realizados com os pais e funcionários para deixar claro, os encaminhamentos realizados.
  • Promover ações que estreitem os laços entre as famílias e a escola no envolvimento com projetos pedagógicos, enfatizando a importância de as crianças vivenciarem situações reais e significativas NOS PROJETOS: AS SEMENTEIRAS, ECOLIFE, DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA (BRECHÓ DO PAULO)
  • Investir nos projetos lançados em reuniões de pais, para que haja mais proximidades entre a família e a escola; na ajuda com recursos materiais, na confecção em casa, com os filhos, de brinquedos não estruturados, doação de livros em bom estado, na busca constante de parcerias.

 

Encaminhamentos:
  • Manter cronograma de formação continuada com todos os funcionários e buscar a ampliação dos temas abordados em reuniões, garantindo um espaço para que eles falem de seu dia a dia na escola.
  • Atuar junto aos pais e funcionários com rapidez e eficiência nos encaminhamentos favoráveis a boa convivência dos alunos na escola.
  • Entrar em contato com pais para a reestruturação da horta, para a doação de roupas, sapatos e utilidades domésticas;
  • Lançar o projeto Amigo da Escola, Bom Livro, Contribuição Voluntária, Brechó do Paulo para o enriquecimento de propostas educativas desenvolvidas na escola.
4 | Na onda da Integridade
Completude: 50,00 %
Meta: Promover a responsabilidade ambiental, a atenção com a saúde, a integridade pessoal e a compaixão humana, de maneira a fortalecer medidas para prevenir e promover, facilitar e apoiar no desenvolvimento de uma nova cultura de integridade baseada nos princípios da cultura da paz envolvendo toda comunidade escolar.
Etapa: Implantação de projetos que promovam a participação dos pais e da comunidade local, com o propósito de formar cidadãos capazes de mudar o mundo, por meio do desenvolvimento da cultura da paz.
Descrição:
  • Reunião com os funcionários dos segmentos diferentes para a formação continuada em serviço.
  • Atendimento aos pais e funcionários no decorrer do dia, com os devidos registros, para que a escuta seja estabelecida, bem como os encaminhamentos de dados, sejam satisfatórios.
  • Realizar reuniões de pais para que o bom relacionamento seja garantido pelo diálogo aberto e apresentação das propostas do ano letivo – lançamento dos projetos – amigos da escola, doar é um ato de amor, contribuição voluntária, bom livro.
  • Realizar parceria com os pais para que o projeto AS SEMENTEIRAS seja contínuo em nossa creche, e a ECOLIFE seja ponto crucial para a conscientização das crianças na coleta de óleo usado.
  • Lançar em reunião de pais, os projetos AMIGOS DA ESCOLA, CONTRIBUIÇÃO VOLUNTÁRIA, BOM LIVRO, BOCA SAUDÁVEL, para incentivar a construção de mais laços afetivos e bons hábitos com os filhos, com a família e escola.
  • Planejar e avaliar os programas de ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO com toda a comunidade escolar em impresso próprio e pelo link cedido pela SEC.
  • Arrecadar roupas, sapatos e utilidades domésticas para o Brechó do Paulo com a campanha, ‘doar é um ato de amor! ’.
Pontos de Atenção:
  • Planejar as formações em serviço com todos os funcionários, neste mês, abordando a organização do tempo e do espaço em favor dos alunos, enfatizando as ações educativas pautadas na cultura da paz.
  • Priorizar a devolutiva aos atendimentos realizados com os pais e funcionários para deixar claro, os encaminhamentos realizados.
  • Promover ações que estreitem os laços entre as famílias e a escola no envolvimento com projetos pedagógicos, enfatizando a importância de as crianças vivenciarem situações reais e significativas NOS PROJETOS: AS SEMENTEIRAS, ECOLIFE, DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA (BRECHÓ DO PAULO)
  • Investir nos projetos lançados em reuniões de pais, para que haja mais proximidades entre a família e a escola; na ajuda com recursos materiais, na confecção em casa, com os filhos, de brinquedos não estruturados, doação de livros em bom estado, na busca constante de parcerias.
Encaminhamentos:
  • Manter cronograma de formação continuada com todos os funcionários e buscar a ampliação dos temas abordados em reuniões, garantindo um espaço para que eles falem de seu dia a dia na escola.
  • Atuar junto aos pais e funcionários com rapidez e eficiência nos encaminhamentos favoráveis a boa convivência dos alunos na escola.
  • Entrar em contato com pais para a reestruturação da horta, para a doação de roupas, sapatos e utilidades domésticas;
  • Lançar o projeto Amigo da Escola, Bom Livro, Contribuição Voluntária, Brechó do Paulo para o enriquecimento de propostas educativas desenvolvidas na escola.
5 | Na onda da Integridade
Completude: 50,00 %
Meta: Promover a responsabilidade ambiental, a atenção com a saúde, a integridade pessoal e a compaixão humana, de maneira a fortalecer medidas para prevenir e promover, facilitar e apoiar no desenvolvimento de uma nova cultura de integridade baseada nos princípios da cultura da paz envolvendo toda comunidade escolar.
Etapa: Desenvolver ações práticas e proativas (horta, reciclagem, saúde bucal, Recreação entre outras) em defesa do meio ambiente, da saúde do ser humano e da formação ética e moral desta sociedade;
Descrição:
  • Reunião com os funcionários dos segmentos diferentes para a formação continuada em serviço;
  • Atendimento aos pais e funcionários no decorrer do dia, com os devidos registros, para que a escuta seja estabelecida, bem como os encaminhamentos de dados, sejam satisfatórios.
  • Realizar reuniões de pais para que o bom relacionamento seja garantido pelo diálogo aberto e apresentação das propostas do ano letivo – lançamento dos projetos – amigos da escola, doar é um ato de amor, contribuição voluntária, bom livro. 
  • Realizar parceria com os pais para que o projeto AS SEMENTEIRAS seja contínuo em nossa creche, e a ECOLIFE seja ponto crucial para a conscientização das crianças na coleta de óleo usado.
  • Lançar em reunião de pais, os projetos AMIGOS DA ESCOLA, CONTRIBUIÇÃO VOLUNTÁRIA, BOM LIVRO, BOCA SAUDÁVEL, para incentivar a construção de mais laços afetivos e bons hábitos com os filhos, com a família e escola.
  • Planejar e avaliar os programas de ACOLHIDA E ADAPTAÇÃO com toda a comunidade escolar em impresso próprio e pelo link cedido pela SEC.
  • Arrecadar roupas, sapatos e utilidades domésticas para o Brechó do Paulo com a campanha, ‘doar é um ato de amor! ’ .
Pontos de Atenção:
  • Planejar as formações em serviço com todos os funcionários, neste mês, abordando a organização do tempo e do espaço em favor dos alunos, enfatizando as ações educativas pautadas na cultura da paz.
  • Priorizar a devolutiva aos atendimentos realizados com os pais e funcionários para deixar claro, os encaminhamentos realizados.
  • Promover ações que estreitem os laços entre as famílias e a escola no envolvimento com projetos pedagógicos, enfatizando a importância de as crianças vivenciarem situações reais e significativas NOS PROJETOS: AS SEMENTEIRAS, ECOLIFE, DIA DA FAMÍLIA NA ESCOLA (BRECHÓ DO PAULO)
  • Investir nos projetos lançados em reuniões de pais, para que haja mais proximidades entre a família e a escola; na ajuda com recursos materiais, na confecção em casa, com os filhos, de brinquedos não estruturados, doação de livros em bom estado, na busca constante de parcerias. 
Encaminhamentos:
  • Manter cronograma de formação continuada com todos os funcionários e buscar a ampliação dos temas abordados em reuniões, garantindo um espaço para que eles falem de seu dia a dia na escola.
  • Atuar junto aos pais e funcionários com rapidez e eficiência nos encaminhamentos favoráveis a boa convivência dos alunos na escola.
  • Entrar em contato com pais para a reestruturação da horta, para a doação de roupas, sapatos e utilidades domésticas;
  • Lançar o projeto Amigo da Escola, Bom Livro, Contribuição Voluntária, Brechó do Paulo para o enriquecimento de propostas educativas desenvolvidas na escola.
6 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Contratação de um profissional de Odontologia para a prevenção e cuidados quanto a saúde bucal os alunos sendo prioridade no dia a dia da escola.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências sejam eles de prevenção ou tratamento.

Pontos de Atenção:

• Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar.  (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

7 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Organização do lançamento do projeto “Boca Saudável Criança Feliz” e da inauguração do consultório odontológico.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 

• Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar.  (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

8 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Elaboração do projeto de saúde bucal “Boca saudável, criança feliz”, pela equipe gestora e o profissional de odontologia, priorizando o cuidar e educar na aquisição de hábitos saudáveis.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos.  (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

9 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Divulgação do projeto “Boca saudável, criança feliz” para a comunidade escolar, pais, alunos e funcionários, por meio de bilhetes, palestras, cartazes, esclarecendo o projeto.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

10 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Elaboração e envio às famílias, de autorização por escrito, para o início da prevenção e cuidados com a saúde bucal dos alunos. As autorizações ficarão no prontuário de cada aluno.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

11 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Organização do espaço, aquisição de materiais adequados e instalação de equipamentos, adequando-os as necessidades para o atendimento aos alunos.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

 • Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

12 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Realização de boas situações de aprendizagem desenvolvidas durante a rotina escolar (roda de conversa, apresentação de teatro, vídeo, que abordem o tema dos cuidados com os dentes e com a boca), tendo como objetivo, a aquisição destes bons hábitos e a diminuição do índice de cáries entre os alunos.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

 • Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)  
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

13 | Criança saudável, boca feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Diagnosticar e avaliar os dentes das crianças e planejar o tratamento odontológico.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

 

Pontos de Atenção:

 

• Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar.
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

 

14 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Promover momentos entre o profissional de odontologia e professores em horário de TFC, para que o mesmo capacite os profissionais da Unidade Escolar, quanto o auxílio diário da escovação dos alunos.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

 

15 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Promover momentos com as famílias e crianças, através de palestras em sábados letivos.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

 

16 | Boca Saudável Criança Feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Incluir no período da tarde uma oficina sobre a saúde Bucal.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

 

17 | Criança saudável, boca feliz
Completude: 50,00 %
Meta: Conscientizar as famílias e os alunos da importância da saúde bucal. ‘Criança saudável, boca feliz’.
Etapa: Criação de material didático com foco na construção de bons hábitos de saúde bucal (panfletos, murais, vídeos, cartilhas, jogos) e sua divulgação na Unidade Escolar e Comunidade.
Descrição:

• Apresentação da estagiária ajudante da Dra. Renata, a Raphaelly
• Socialização das ações da Dra. Renata junto as creches parceiras que serão atendidas por ela em reunião administrativa.
• Atendimento aos alunos para diagnóstico
• Encaminhamentos aos alunos com urgências

 

Pontos de Atenção:

 • Planejamento da revitalização do consultório e triagem dos alunos
• Cronograma de atendimento aos alunos
• Elaboração do documento Marcas para registros escritos e fotográficos. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Documentar momentos de interação com as crianças para dispor no MARCAS da Unidade Escolar. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Apresentar aos pais/comunidade mensalmente atendimentos e procedimentos realizados, sejam eles de prevenção ou tratamento.

 

18 | Era uma vez
Completude: 60,00 %
Meta: Implantar o projeto “Era uma Vez”para desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, estimular a imaginação e ampliar os conhecimentos de mundo propiciando a familiaridade com os livros com os diferentes gêneros literários e a diferenciação entre ilustrações e a escrita.
Etapa: Contratação de um profissional para a sala de leitura onde serão realizadas atividades semanais de contação e leitura de histórias, dramatização, e nos eventos especiais da Unidade Escolar o mesmo realizará atividades culturais com alunos e pais.
Descrição:
  • Reestruturação do espaço físico
  • Replanejamento das ações
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019. 
Pontos de Atenção:
  • Reestruturação do espaço físico para que seja funcional e produtivo aos alunos e professores.
  • Replanejamento das ações envolvendo a leitura e oralidade para todos os alunos.
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019, mesmo não sendo uma meta obrigatória, buscamos primar por ela garantindo aos alunos, mais um espaço no tempo e nas ações voltadas ao mundo encantado das histórias.
  • Atendimento aos alunos do Infantil II ao Pré II com propostas que despertem neles o imaginário, o lúdico e o prazer de ler.

 

Encaminhamentos:
  • Fazer um registro escrito e fotográfico contínuo das propostas realizadas com os alunos das diferentes faixas etárias.
  • Planejamento de boas situações de aprendizagem envolvendo as de oralidade e leitura.
  • Atendimento aos alunos para que haja a construção do leitor competente.
19 | Era uma vez
Completude: 60,00 %
Meta: Implantar o projeto “Era uma Vez”para desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, estimular a imaginação e ampliar os conhecimentos de mundo propiciando a familiaridade com os livros com os diferentes gêneros literários e a diferenciação entre ilustrações e a escrita.
Etapa: Organização da sala de leitura com os espaços bem estruturados, mobiliário próprio e diversidade de propostas, catalogação dos livros e materiais para atender aos alunos das diferentes faixas etárias do berçário ao pré.
Descrição:
  • Reestruturação do espaço físico
  • Replanejamento das ações
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019
Pontos de Atenção:
  • Reestruturação do espaço físico para que seja funcional e produtivo aos alunos e professores.
  • Replanejamento das ações envolvendo a leitura e oralidade para todos os alunos
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019, mesmo não sendo uma meta obrigatória, buscamos primar por ela garantindo aos alunos, mais um espaço no tempo e nas ações voltadas ao mundo encantado das histórias.
  • Atendimento aos alunos do Infantil II ao Pré II com propostas que despertem neles o imaginário, o lúdico e o prazer de ler.

 

Encaminhamentos:
  • Fazer um registro escrito e fotográfico contínuo das propostas realizadas com os alunos das diferentes faixas etárias
  • Planejamento de boas situações de aprendizagem envolvendo as de oralidade e leitura.
  • Atendimento aos alunos para que haja a construção do leitor competente. 
20 | Era uma vez
Completude: 60,00 %
Meta: Implantar o projeto “Era uma Vez”para desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, estimular a imaginação e ampliar os conhecimentos de mundo propiciando a familiaridade com os livros com os diferentes gêneros literários e a diferenciação entre ilustrações e a escrita.
Etapa: Realização de reunião Bimestral com a equipe gestora, para avaliar as ações e planejar novas situações de interação com os alunos e suas respectivas famílias qualificando as ações educativas, ampliando o fazer pedagógico e enriquecendo a prática.
Descrição:
  • Reestruturação do espaço físico
  • Replanejamento das ações
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019
Pontos de Atenção:
  • Reestruturação do espaço físico para que seja funcional e produtivo aos alunos e professores.
  • Replanejamento das ações envolvendo a leitura e oralidade para todos os alunos
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019, mesmo não sendo uma meta obrigatória, buscamos primar por ela garantindo aos alunos, mais um espaço no tempo e nas ações voltadas ao mundo encantado das histórias.
  • Atendimento aos alunos do Infantil II ao Pré II com propostas que despertem neles o imaginário, o lúdico e o prazer de ler. 
Encaminhamentos:
  • Fazer um registro escrito e fotográfico contínuo das propostas realizadas com os alunos das diferentes faixas etárias
  • Planejamento de boas situações de aprendizagem envolvendo as de oralidade e leitura.
  • Atendimento aos alunos para que haja a construção do leitor competente.
21 | Era uma vez
Completude: 60,00 %
Meta: Implantar o projeto “Era uma Vez”para desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, estimular a imaginação e ampliar os conhecimentos de mundo propiciando a familiaridade com os livros com os diferentes gêneros literários e a diferenciação entre ilustrações e a escrita.
Etapa: Estabelecimento de parcerias junto a empresas e comércios para aquisição periódica de exemplares de livros, materiais e outros recursos adequados as diferentes faixas etárias, que promovam a leitura, contação e dramatização de histórias.
Descrição:
  • Reestruturação do espaço físico.
  • Replanejamento das ações.
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019
Pontos de Atenção:
  • Reestruturação do espaço físico para que seja funcional e produtivo aos alunos e professores.
  • Replanejamento das ações envolvendo a leitura e oralidade para todos os alunos
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019, mesmo não sendo uma meta obrigatória, buscamos primar por ela garantindo aos alunos, mais um espaço no tempo e nas ações voltadas ao mundo encantado das histórias.
  • Atendimento aos alunos do Infantil II ao Pré II com propostas que despertem neles o imaginário, o lúdico e o prazer de ler.
Encaminhamentos:
  • Fazer um registro escrito e fotográfico contínuo das propostas realizadas com os alunos das diferentes faixas etárias
  • Planejamento de boas situações de aprendizagem envolvendo as de oralidade e leitura.
  • Atendimento aos alunos para que haja a construção do leitor competente.
22 | Era uma vez
Completude: 60,00 %
Meta: Implantar o projeto “Era uma Vez”para desenvolver nos alunos o gosto pela leitura, estimular a imaginação e ampliar os conhecimentos de mundo propiciando a familiaridade com os livros com os diferentes gêneros literários e a diferenciação entre ilustrações e a escrita.
Etapa: Construção pelo profissional periodicamente de livros (pano, papelão, plástico) e outros materiais pedagógicos (fantoche, dedoche, avental, luva, vareta, fantasia, máscara, assessórios e outros) que enriqueçam o trabalho desenvolvido na sala de leitura.
Descrição:
  • Reestruturação do espaço físico
  • Replanejamento das ações
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019
Pontos de Atenção:
  • Reestruturação do espaço físico para que seja funcional e produtivo aos alunos e professores.
  • Replanejamento das ações envolvendo a leitura e oralidade para todos os alunos
  • Reorganização do cronograma de atendimento 2019, mesmo não sendo uma meta obrigatória, buscamos primar por ela garantindo aos alunos, mais um espaço no tempo e nas ações voltadas ao mundo encantado das histórias.
  • Atendimento aos alunos do Infantil II ao Pré II com propostas que despertem neles o imaginário, o lúdico e o prazer de ler.

 

Encaminhamentos:
  • Fazer um registro escrito e fotográfico contínuo das propostas realizadas com os alunos das diferentes faixas etárias
  • Planejamento de boas situações de aprendizagem envolvendo as de oralidade e leitura.
  • Atendimento aos alunos para que haja a construção do leitor competente.

 

23 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Compartilhar o projeto “As Sementeiras” com os alunos.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas. 
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.)

  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
24 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Elaborar o plano de trabalho para o lançamento do projeto junto à comunidade escolar.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.

 

Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
25 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Lançamento do Projeto “As Sementeiras”.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
26 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Planejamento semestral de ações educativas, privilegiando o plantio, o cuidado, a manutenção e a colheita de alimentos orgânicos.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas. 
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
27 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Preparação da Terra, canteiros e adubação de onde será realizado a horta com os cuidados de todos os educadores e alunos.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
28 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Aquisição de matéria prima, através de compras ou doações para o preparo do local onde será a horta (terra fértil, adubo, cerca, ferramentas para o plantio, sementes, mudas) e parceria com voluntários.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
29 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Elaboração de cronograma semanal de saída dos alunos com os professores e educadores para os cuidados com a horta.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
30 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Realização de uma horta, pelos professores, educadores e alunos dos berçários e Infantil e pré.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.

 

Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
31 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Favorecer momentos durante o T.F.C. de troca de experiências, pesquisa e reestruturação de planejamento.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas
  • A avaliação foi feita com número menor de participantes na escola devido ter problemas com  um raio que caiu queimando o sistema de internet da mesma.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
32 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Sensibilização periódica dos alunos e suas famílias, sobre alguns problemas de saúde decorrentes da má alimentação e da devastação do meio ambiente, por meios de murais externos, reunião de pais e atividades em sala de leitura.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
33 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Apoio de funcionário ou voluntário para colaborar nos cuidados com a horta, durante a semana e em outros períodos finais de semanas, feriados e férias.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.

 

Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões comas equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
34 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Preparo e degustação de diferentes alimentos cultivados na horta escolar de acordo com o período de colheita.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões comas equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
35 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Realizar uma pesquisa sobre os benefícios dos alimentos plantados.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.
  • A avaliação foi feita com número menor de participantes na escola devido ter problemas com  um raio que caiu queimando o sistema de internet da mesma.
Pontos de Atenção:
  • Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões comas equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
36 | As Sementeiras
Completude: 20,00 %
Meta: Desenvolver o projeto “As Sementeiras” visando a formação de bons hábitos alimentares entre os alunos e suas respectivas famílias.
Etapa: Buscar parceria com uma nutricionista para realizar uma formação em TFC, afim de conscientizar sobre alimentação saudável e bons hábitos alimentares.
Descrição:
  • Conversa em TFC (Trabalho de Formação Continuada) com as professoras e educadoras sobre o projeto e as futuras ações.
  • Definição do que será realizado e como faremos para que as hortas sejam produtivas e significativas.

 

Pontos de Atenção:
  •  Registros fotográficos e por escrito das ações previstas para comporem o documento MARCAS. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
  • Reuniões para as medidas de controle do plano de ação de todas as salas para que o projeto tenha o mesmo sucesso do ano passado.

 

Encaminhamentos:
  • Reuniões com as equipes de sala, com os pais e funcionários.
  • Busca de parcerias
  • Registros escritos e fotográficos.
  • Elaboração do documento Marcas. É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período. 
37 | Tarde Divertida
Completude: 70,00 %
Meta: Proporcionar espaços físicos externos, com brinquedos e outros materiais pedagógicos, a fim de garantir ações educativas que favoreçam o pleno desenvolvimento de todos os alunos.
Etapa: Construção de brinquedos com materiais recicláveis para compor os espaços externos, privilegiando a interação e oportunizando a vivência em um amplo repertório de movimento e gestos com o corpo para descobrir variados modos de ocupação dos espaços.
Descrição:

• Retorno de algumas atividades externas em momentos do contraturno dos alunos.

 

Pontos de Atenção:

 

• Planejamento das manhãs e tardes divertidas
• Avaliação das ações planejadas
• Registros escritos e fotográficos das ações empreendidas

 

Encaminhamentos:

• Atividades realizadas com as crianças em momentos que suscitassem a integração e interação entre eles.
• Avaliação das estações lúdicas propostas nesses momentos

38 | Tarde Divertida
Completude: 70,00 %
Meta: Proporcionar espaços físicos externos, com brinquedos e outros materiais pedagógicos, a fim de garantir ações educativas que favoreçam o pleno desenvolvimento de todos os alunos.
Etapa: Desenvolvimento de jogos e brincadeiras para as diferentes faixas etárias oportunizando a interação e a ludicidade entre os alunos.
Descrição:

• Retorno de algumas atividades externas em momentos do contraturno dos alunos.

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das manhãs e tardes divertidas
• Avaliação das ações planejadas
• Registros escritos e fotográficos das ações empreendidas

 

Encaminhamentos:

• Atividades realizadas com as crianças em momentos que suscitassem a integração e interação entre eles.
• Avaliação das estações lúdicas propostas nesses momentos

39 | Cantos que Encantam
Completude: 70,00 %
Meta: Compor e manter organizado os espaços físicos das salas de aula em cantos. Oferecendo ambiente rico em possibilidades de aprendizagem.
Etapa: Planejamento dos cantos e dos ambientes de acordo com a faixa etária e características do desenvolvimento infantil envolvendo os alunos desde o planejamento até sua confecção.
Descrição:
  • Reestruturação dos cantos de todas as salas de aula para que o planejamento seja privilegiado.
  • Confecção de tapetes, móbiles e objetos de contato para as crianças, todos de acordo com a faixa etária e proposta educativa.
  • Organização de oficinas durante os horários de TFC (Trabalho de Formação Continuada) educadores.
Pontos de Atenção:
  • Materiais adequados às propostas para a composição dos cantos.

 

Encaminhamentos:
  • Confecção de materiais pedagógicos e jogos que atendam as expectativas
40 | Cantos que Encantam
Completude: 70,00 %
Meta: Compor e manter organizado os espaços físicos das salas de aula em cantos. Oferecendo ambiente rico em possibilidades de aprendizagem.
Etapa: Implantação dos cantos e ambientes pedagógicos nas salas de aula, com materiais adequados considerando os interesses de trabalho e dos campos de experiências.
Descrição:

• Reestruturação dos cantos de todas as salas de aula para que o planejamento seja privilegiado.
• Confecção de tapetes, móbiles e objetos de contato para as crianças, todos de acordo com a faixa etária e proposta educativa.
• Organização de oficinas durante os horários de TFC (Trabalho de Formação Continuada) educadores.

 

Pontos de Atenção:

 • Materiais adequados às propostas para a composição dos cantos.

 

Encaminhamentos:

• Confecção de materiais pedagógicos e jogos que atendam as expectativas

41 | Cantos que Encantam
Completude: 70,00 %
Meta: Compor e manter organizado os espaços físicos das salas de aula em cantos. Oferecendo ambiente rico em possibilidades de aprendizagem.
Etapa: Organização de novos cantos e ambientes de aprendizagem, atendendo as necessidades e interesses dos alunos e o planejamento pedagógico, respeitando as características das faixas etárias e substituindo-os sempre que houver necessidade.
Descrição:

• Reestruturação dos cantos de todas as salas de aula para que o planejamento seja privilegiado.
• Confecção de tapetes, móbiles e objetos de contato para as crianças, todos de acordo com a faixa etária e proposta educativa.
• Organização de oficinas durante os horários de TFC (Trabalho de Formação Continuada) educadores.

 

Pontos de Atenção:

 

• Materiais adequados às propostas para a composição dos cantos.

 

Encaminhamentos:

• Confecção de materiais pedagógicos e jogos que atendam as expectativas

42 | Cantos que Encantam
Completude: 70,00 %
Meta: Compor e manter organizado os espaços físicos das salas de aula em cantos. Oferecendo ambiente rico em possibilidades de aprendizagem.
Etapa: Reposição de brinquedos, de outros materiais lúdicos e pedagógicos sempre que houver necessidade; para que a proposta desenvolvida nos cantos e ambientes, promovam ricas situaçõesaprendizagem para os alunos.
Descrição:

• Reestruturação dos cantos de todas as salas de aula para que o planejamento seja privilegiado.
• Confecção de tapetes, móbiles e objetos de contato para as crianças, todos de acordo com a faixa etária e proposta educativa.
• Organização de oficinas durante os horários de TFC (Trabalho de Formação Continuada) educadores.

 

Pontos de Atenção:

 

• Materiais adequados às propostas para a composição dos cantos.

 

Encaminhamentos:

• Confecção de materiais pedagógicos e jogos que atendam as expectativas

43 | Cantos que Encantam
Completude: 70,00 %
Meta: Compor e manter organizado os espaços físicos das salas de aula em cantos. Oferecendo ambiente rico em possibilidades de aprendizagem.
Etapa: Favorecer momentos de estudos durante o T.F.C. de troca de experiências, pesquisa, confecção e reestruturação de planejamento.
Descrição:
  • Reestruturação dos cantos de todas as salas de aula para que o planejamento seja privilegiado.
  • Confecção de tapetes, móbiles e objetos de contato para as crianças, todos de acordo com a faixa etária e proposta educativa.
  • Organização de oficinas durante os horários de TFC  (Trabalho de Formação Continuada) educadores.
  • A avaliação foi feita com número menor de participantes na escola devido ter problemas com  um raio que caiu queimando o sistema de internet da mesma.

 

 

 

Pontos de Atenção:

 

• Materiais adequados às propostas para a composição dos cantos.

 

Encaminhamentos:

• Confecção de materiais pedagógicos e jogos que atendam as expectativas

44 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Contratação de um profissional para desenvolver as atividades de Músicas com alunos em oficinas semanais.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

45 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Planejamento e cronograma das atividades de música com a Equipe Gestora.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

46 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Divulgação do projeto aos pais por meio de bilhetes, cartazes, reuniões.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

47 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Elaborar o plano de trabalho para o lançamento do projeto junto à comunidade escolar.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

48 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Lançamento do Projeto “Tra-la-la” para os alunos e comunidade escolar.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

49 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Construção de objetos sonoros realizadas pelos adultos para a exploração das crianças a fim de descobrirem os diferentes sons, por meio de brincadeiras e jogos musicais.
Descrição:

• Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

50 | Tra la lá
Completude: 25,00 %
Meta: Implantar o Projeto “Tra-la-la”nas salas dos berçários e infantil I para que os alunos possam desenvolver por meio da linguagem musical a ampliação de suas expressões
Etapa: Promover momentos entre o profissional, professores e educadores em horário de TFC, para que o mesmo capacite os profissionais da Unidade Escolar quanto a pesquisa, a confecção e as melhores intervenções para a exploração dos objetos sonoros.
Descrição:
  • Planejamento do projeto com a orientadora e arte educadora.
  • A avaliação foi feita com número menor de participantes na escola devido ter problemas com  um raio que caiu queimando o sistema de internet da mesma.

 

Pontos de Atenção:

• Elaborar um cronograma de atendimento semanal aos alunos do BI ao Inf I
• Planejar as propostas de acordo com os conteúdos adequados às habilidades e competências dos alunos.
• Registrar o desenvolvimento das propostas por meio de fotos, vídeos e escritos.
• Avaliar as ações desenvolvidas junto aos alunos

 

Encaminhamentos:

• Reunião com a arte educadora para alinhar os horários de atendimento
• Planejamento das propostas de atividades que enfatizem a musicalização para os bebês.
• Organização dos registros que colaborem para a documentação do projeto.
• Avaliação do projeto

51 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Em TFC proporcionar reflexões e discussões sobre a música na Educação Infantil e as melhores propostas pedagógicas de exploração e produção de sons.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

52 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Planejamento de ações para a confecção e montagem do parque sonoro.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento  "Marcas". (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

53 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Aquisição de materiais por meio da campanha de arrecadação com a comunidade.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

Encaminhamentos:

•  Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola 
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

54 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Seleção e aquisição de materiais diversos para produção de diferentes sons (madeira, plástico, metal, grãos, entre outros).
Descrição:

• TFCs  (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

55 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Pesquisa, envolvendo os adultos e as crianças, experimentação e confecção das possíveis sonoridades com os objetos coletados.
Descrição:
  • TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
  • Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
  • Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
  • Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros
  • A avaliação foi feita com número menor de participantes na escola devido ter problemas com  um raio que caiu queimando o sistema de internet da mesma.

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

56 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Montagem do parque com a instalação de equipamentos, esculturas e objetos sonoros.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

57 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Elaboração do plano de trabalho para a inauguração do parque sonoro envolvendo a participação dos alunos.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

58 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Inauguração do parque com a participação da comunidade escolar.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

59 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Observar, avaliar e readequar os espaços considerando as propostas, e os interesses das crianças.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada) de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

60 | Parque Sonoro
Completude: 50,00 %
Meta: Criar um parque sonoro com os diferente painéis e objetos favorecendo a criação experimentação e pesquisa de diferentes sons, de maneira lúdica e divertida.
Etapa: Promover adequação do espaço e ampliar propostas de acordo com a observação da participação no ambiente.
Descrição:

• TFCs (Trabalho de Formação Continuada)  de organização dos espaços externos que alimentam a proposta do parque sonoro
• Planejamento em 3Qs para que os espaços possibilitem a interação da criança com os objetos sonoros.
• Aquisição de materiais (compra e doação) para compor os ambientes sonoros.
• Oficinas para a confecção de materiais e objetos sonoros

 

Pontos de Atenção:

• Planejamento das ações do parque sonoro para 2019
• Plano de ação para que os espaços e propostas sejam disponibilizadas na rotina escolar.
• Bilhetes para a doação de materiais para compor os ambientes sonoros
• Materiais de acordo com as propostas elencadas
• Envolvimento de toda a comunidade escolar.

 

Encaminhamentos:

• Reestruturação das propostas elencadas junto ao grupo escola
• Planejamento da inauguração do parque junto aos alunos
• Espaços bem elaborados e interativos
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

61 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Garantir o acesso dos alunos às políticas de atendimento, com o objetivo de eliminar barreiras que impeçam o direito de todos os alunos de frequentarem a creche.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas.  (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

62 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Viabilizar os procedimentos de flexibilização ou adaptação curricular, conforme o que for mais adequado às possibilidades do aluno. Flexibilizações nos procedimentos didáticos e nas atividades • modificações de procedimentos • introdução de atividades alternativas às previstas • introdução de atividades complementares às previstas • modificação do nível de complexidade das atividades • adaptação dos materiais
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

63 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Desenvolver ações que garantam a acessibilidade aos ambientes físicos da Unidade Escolar, como adequação de espaços físicos e de materiais. Flexibilizações organizativas • organização de agrupamentos • organização didática • organização do espaço
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

64 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Adquirir equipamentos que favoreçam o bem estar do aluno e que atenda às suas necessidades em particular, promovendo a aprendizagem significativa.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

65 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Implementação de um projeto de formação contínua em conjunto com a professora da sala de recurso, com objetivos específicos à educação inclusiva, subsidiando os profissionais (professores e educadores) que atuam diretamente com os alunos portadores de alguma deficiência.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

66 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: A adoção de uma prática inclusiva será norteada pelo projeto pedagógico da Unidade, que deverá considerar as diferentes estratégias de ensino visando à inclusão escolar.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

67 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Transformar as práticas pedagógicas, em momentos de formação continuada, para romper com o modelo homogeneizado e considerar a diversidade humana como princípios de organização de sala de aula e do planejamento de ensino, qualificando as intervenções pedagógicas junto aos alunos.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

68 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: Realizar ações que capacitem os profissionais da escola em a inclusão de alunos com deficiências para que seja compreendida entre eles, como oportunidade de desenvolvimento de todos os alunos, para que beneficiem da interação e da mediação propostas, através de palestras com profissionais da área da saúde, da educação e assistentes sociais, ONG’s que trabalham com esse segmento e outras instituições que promovam a inclusão.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

69 | "Incluir" é muito bom
Completude: 60,00 %
Meta: Inclusão de alunos portadores de deficiências físicas e ou intelectual, oportunizando atividades significativas aos alunos, bem como o subsídio aos profissionais que trabalham com eles, para que se sintam seguros e conscientes das intervenções que proporcionarão diferentes aprendizagens.
Etapa: “A educação de qualidade supõe um projeto pedagógico, em conformidade com a política de inclusão, que possibilite o acesso e a permanência – com êxito – de todos os alunos na escola, de modo a contemplar as suas necessidades educacionais”. Assim, a Unidade Escolar, promoverá ações que estreitem as relações entre as famílias e a creche, a fim de possibilitar o desenvolvimento dos alunos portadores de alguma deficiência, tais como: debates com profissionais capacitados, troca de experiências entre as famílias entre outras.
Descrição:

• Reunião entre Orientadoras e professora da sala de recursos
• Planejamento das ações de atendimento aos alunos com laudo
• Levantamento de outras possíveis demandas junto as professoras e aos pais
• Acompanhamento das intervenções junto aos alunos deficientes
• Documentação averiguada para a composição da pasta de AEE
• Registros para a composição do documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Pontos de Atenção:

• Levantamento da demanda 2019 e contato com os pais
• Auxílio no Planejamento de boas ações que interajam com as crianças inclusas no contexto escolar
• Acompanhamento da pratica da professora do AEE
• Registros por fotos, escritos e vídeos

 

Encaminhamentos:

• Planejamento das ações junto aos alunos cadastrados e com laudos
• Verificação de novos casos dentro da Unidade Escolar
• Contato e entrevistas com os pais dos alunos que tenham ao menos uma suspeita
• Planejamento direcionado aos nossos alunos inclusos
• Registros das ações empreendidas com fotos, filmagens e escritos.

70 | Escola e família, uma boa parceria
Completude: 70,00 %
Meta: Estabelecimento de diálogo aberto com as famílias e comunidade local, a fim de promover a colaboração e parceria deles visando a ampliação e qualificação da aprendizagem dos alunos, bem como a convivência harmoniosa entre as famílias e a creche.
Etapa: Proporcionar às famílias e comunidade local, ações que promovam o envolvimento no dia a dia da escola, como por exemplo: festas temáticas, reuniões com pais e familiares, palestras, exposições de trabalhos pedagógicos, oficinas, entre outros.
Descrição:

- Acolhida diária todas as manhãs e tardes dos pais e familiares ao adentrarem em nossa escola por parte da direção
- Atendimento aos pais e familiares para dúvidas e encaminhamentos seja pessoalmente e por telefone.
- Hora marcada com pais para que haja um vínculo entre a escola e a família na resolução de problemas que envolvem os alunos.
- Planejamento das reuniões de pais, dos comunicados quanto às propostas para 2019.
- Reuniões de pais para divulgação dos eventos, das ações e do plano escolar 2019
- Avaliação do período de adaptação realizada on line por link estabelecido pela SEC
- Estreitamento da comunicação entre família e escola por meio das agendas, murais e bilhetes
- Plano de ação para o sábado letivo – dia da família na escola “Brechó do Paulo”
- Arrecadação de doações de roupas, sapatos e utilidades domésticas

Pontos de Atenção:

• Reuniões com a equipe escola para alinharmos as decisões que tomaremos em 2019.
• Planejamento para as reuniões de pais
• Comunicação aos pais por meio de bilhetes na agenda e murais
• Atualização dos dados do aluno
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Atendimento aos pais por telefone e presencialmente em larga escala
• Planejamento para definições das ações de 2019 na nossa escola.
• Pauta de reuniões de pais e avaliação das reuniões
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

71 | Escola e família, uma boa parceria
Completude: 70,00 %
Meta: Estabelecimento de diálogo aberto com as famílias e comunidade local, a fim de promover a colaboração e parceria deles visando a ampliação e qualificação da aprendizagem dos alunos, bem como a convivência harmoniosa entre as famílias e a creche.
Etapa: Realizar reuniões de pais, bimestrais ou sempre que houver necessidades, para que a vida escolar dos alunos sejam acompanhadas pelos pais ou responsáveis.
Descrição:

- Acolhida diária todas as manhãs e tardes dos pais e familiares ao adentrarem em nossa escola por parte da direção
- Atendimento aos pais e familiares para dúvidas e encaminhamentos seja pessoalmente e por telefone.
- Hora marcada com pais para que haja um vínculo entre a escola e a família na resolução de problemas que envolvem os alunos.
- Planejamento das reuniões de pais, dos comunicados quanto às propostas para 2019.
- Reuniões de pais para divulgação dos eventos, das ações e do plano escolar 2019
- Avaliação do período de adaptação realizada on line por link estabelecido pela SEC
- Estreitamento da comunicação entre família e escola por meio das agendas, murais e bilhetes
- Plano de ação para o sábado letivo – dia da família na escola “Brechó do Paulo”
- Arrecadação de doações de roupas, sapatos e utilidades domésticas

Pontos de Atenção:

• Reuniões com a equipe escola para alinharmos as decisões que tomaremos em 2019.
• Planejamento para as reuniões de pais
• Comunicação aos pais por meio de bilhetes na agenda e murais
• Atualização dos dados do aluno
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

Encaminhamentos:

• Atendimento aos pais por telefone e presencialmente em larga escala
• Planejamento para definições das ações de 2019 na nossa escola.
• Pauta de reuniões de pais e avaliação das reuniões
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

72 | Escola e família, uma boa parceria
Completude: 70,00 %
Meta: Estabelecimento de diálogo aberto com as famílias e comunidade local, a fim de promover a colaboração e parceria deles visando a ampliação e qualificação da aprendizagem dos alunos, bem como a convivência harmoniosa entre as famílias e a creche.
Etapa: Promoção de eventos que mobilizem a comunidade, onde a participação maciça seja o principal objetivo, por exemplo: dia da beleza, bazar da pechincha, ação social, atividades culturais (passeios, teatros, visitas entre outros), exposição de trabalhos pedagógicos realizados pelos alunos, palestras com profissionais capacitados e cursos de artesanatos, culinária, entre outros.
Descrição:

- Acolhida diária todas as manhãs e tardes dos pais e familiares ao adentrarem em nossa escola por parte da direção
- Atendimento aos pais e familiares para dúvidas e encaminhamentos seja pessoalmente e por telefone.
- Hora marcada com pais para que haja um vínculo entre a escola e a família na resolução de problemas que envolvem os alunos.
- Planejamento das reuniões de pais, dos comunicados quanto às propostas para 2019.
- Reuniões de pais para divulgação dos eventos, das ações e do plano escolar 2019
- Avaliação do período de adaptação realizada on line por link estabelecido pela SEC
- Estreitamento da comunicação entre família e escola por meio das agendas, murais e bilhetes
- Plano de ação para o sábado letivo – dia da família na escola “Brechó do Paulo”
- Arrecadação de doações de roupas, sapatos e utilidades domésticas

Pontos de Atenção:

• Reuniões com a equipe escola para alinharmos as decisões que tomaremos em 2019.
• Planejamento para as reuniões de pais
• Comunicação aos pais por meio de bilhetes na agenda e murais
• Atualização dos dados do aluno
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

 

Encaminhamentos:

• Atendimento aos pais por telefone e presencialmente em larga escala
• Planejamento para definições das ações de 2019 na nossa escola.
• Pauta de reuniões de pais e avaliação das reuniões
• Registros para o documento Marcas. (É o documento que traz as orientações referentes às ações da equipe escola sobre a reestruturação da rotina, elaboração dos planejamentos, projetos e propostas lúdicas nos diferentes espaços da escola, além das reflexões referente as formações que aconteceram neste período.) 

73 | Formar para transformar
Completude: 60,00 %
Meta: Visando um atendimento de excelente qualidade aos nossos alunos, famílias e comunidade, formaremos todos os funcionários da creche continuamente, capacitando-os de acordo com suas atribuições e competências.
Etapa: Fazer a formação continuada de 4 horas semanais com todos os professores e educadores que atuam na creche.
Descrição:

•TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário) respeitando o cronograma proposto enfatizando as atribuições do cargo e as orientações para o trabalho em 2019;
• Realização de TFC específicos no CEFE – Beatriz Ferraz
• Estudos sistematizados sobre a BNCC
• Sínteses reflexivas dos encontros

 

Pontos de Atenção:

• Garantir a participação de todos nos TFCs fora da Unidade Escolar
• Planejar boas estratégias formativas para alcançar os colaboradores de acordo com o segmento que atuam
• Registrar o movimento formativo para que seja um ponto de reflexão da prática

 

Encaminhamentos:

• Divulgar com antecedência os encontros no CEFE
• Planejar boas intervenções durante a formação em serviço
• Registrar por fotos, filmagens e escritos o percurso de formação.
• Avaliar o processo formativo de cada segmento trabalhado

74 | Formar para transformar
Completude: 60,00 %
Meta: Visando um atendimento de excelente qualidade aos nossos alunos, famílias e comunidade, formaremos todos os funcionários da creche continuamente, capacitando-os de acordo com suas atribuições e competências.
Etapa: Incentivar os professores e educadores da Instituição a realizar cursos de formação para a sua capacitação profissional, oferecidos pela Secretaria de Educação e Cidadania e outras Instituições Educacionais.
Descrição:

• TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário)  respeitando o cronograma proposto enfatizando as atribuições do cargo e as orientações para o trabalho em 2019;
• Realização de TFC específicos no CEFE – Beatriz Ferraz
• Estudos sistematizados sobre a BNCC
• Sínteses reflexivas dos encontros

 

Pontos de Atenção:

• Garantir a participação de todos nos TFCs fora da Unidade Escolar
• Planejar boas estratégias formativas para alcançar os colaboradores de acordo com o segmento que atuam
• Registrar o movimento formativo para que seja um ponto de reflexão da prática

 

Encaminhamentos:

• Divulgar com antecedência os encontros no CEFE
• Planejar boas intervenções durante a formação em serviço
• Registrar por fotos, filmagens e escritos o percurso de formação.
• Avaliar o processo formativo de cada segmento trabalhado

75 | Formar para transformar
Completude: 60,00 %
Meta: Visando um atendimento de excelente qualidade aos nossos alunos, famílias e comunidade, formaremos todos os funcionários da creche continuamente, capacitando-os de acordo com suas atribuições e competências.
Etapa: Fazer a formação continuada de 3 horas mensais com todos os funcionários que atuam na creche.
Descrição:

•TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário)  respeitando o cronograma proposto enfatizando as atribuições do cargo e as orientações para o trabalho em 2019;
• Realização de TFC específicos no CEFE – Beatriz Ferraz
• Estudos sistematizados sobre a BNCC
• Sínteses reflexivas dos encontros

 

Pontos de Atenção:

• Garantir a participação de todos nos TFCs fora da Unidade Escolar
• Planejar boas estratégias formativas para alcançar os colaboradores de acordo com o segmento que atuam
• Registrar o movimento formativo para que seja um ponto de reflexão da prática

 

Encaminhamentos:

• Divulgar com antecedência os encontros no CEFE
• Planejar boas intervenções durante a formação em serviço
• Registrar por fotos, filmagens e escritos o percurso de formação.
• Avaliar o processo formativo de cada segmento trabalhado

76 | Formar para transformar
Completude: 60,00 %
Meta: Visando um atendimento de excelente qualidade aos nossos alunos, famílias e comunidade, formaremos todos os funcionários da creche continuamente, capacitando-os de acordo com suas atribuições e competências.
Etapa: Promover encontros semestrais (Encontros Pedagógicos) com foco no enriquecimento profissional de todos que atuam na creche, ampliando os saberes e possibilitando as trocas de experiências entre eles.
Descrição:

•TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário)  respeitando o cronograma proposto enfatizando as atribuições do cargo e as orientações para o trabalho em 2019;
• Realização de TFC específicos no CEFE – Beatriz Ferraz
• Estudos sistematizados sobre a BNCC
• Sínteses reflexivas dos encontros

 

Pontos de Atenção:

• Garantir a participação de todos nos TFCs fora da Unidade Escolar
• Planejar boas estratégias formativas para alcançar os colaboradores de acordo com o segmento que atuam
• Registrar o movimento formativo para que seja um ponto de reflexão da prática

 

Encaminhamentos:

• Divulgar com antecedência os encontros no CEFE
• Planejar boas intervenções durante a formação em serviço
• Registrar por fotos, filmagens e escritos o percurso de formação.
• Avaliar o processo formativo de cada segmento trabalhado

77 | Formar para transformar
Completude: 60,00 %
Meta: Visando um atendimento de excelente qualidade aos nossos alunos, famílias e comunidade, formaremos todos os funcionários da creche continuamente, capacitando-os de acordo com suas atribuições e competências.
Etapa: Incentivar todos os profissionais que atuam na creche, à leitura, promovendo ações que possibilitem a circulação entre eles, de materiais de apoio pedagógico, como: livros, revistas, periódicos, DVDs, reportagens entre outros, socializados em pastas viajantes, murais interativos e sacolinhas culturais.
Descrição:

• TFC (Trabalho de Formação Continuada), TFCE (Trabalho de Formação Continuada de Educador) e TFCF (Trabalho de Formação Continuada de Funcionário)  respeitando o cronograma proposto enfatizando as atribuições do cargo e as orientações para o trabalho em 2019;
• Realização de TFC específicos no CEFE – Beatriz Ferraz
• Estudos sistematizados sobre a BNCC
• Sínteses reflexivas dos encontros

 

Pontos de Atenção:

• Garantir a participação de todos nos TFCs fora da Unidade Escolar
• Planejar boas estratégias formativas para alcançar os colaboradores de acordo com o segmento que atuam
• Registrar o movimento formativo para que seja um ponto de reflexão da prática

 

Encaminhamentos:

• Divulgar com antecedência os encontros no CEFE
• Planejar boas intervenções durante a formação em serviço
• Registrar por fotos, filmagens e escritos o percurso de formação.
• Avaliar o processo formativo de cada segmento trabalhado

Indicadores de Projeto
Próximas Atividades
# Atividade Meta Etapa Descrição